Pode perguntar!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Chegando...

É...
chegamos pessoal!

video

sábado, 24 de janeiro de 2009

A Grande Idéia

Era uma vez 5 borboletas que apesar de terem o mesmo Pai, elas não se conheciam muito bem. Cada uma das borboletas tinha algo diferente pra fazer, tinham cores bem diferentes uma das outras e tinham uma forma diferente de conversar com o Pai. Mas elas tinham algo em comum: todas estavam buscando de alguma forma de ajudar melhor o Pai no trabalho do campo.
Certo dia, o Pai, olhando para essas 5 belas borboletinhas, e pensando no que poderiam fazer, viu que essas diferenças de cores e talentos seriam melhores se fossem reunidas e então pensou..pensou...pensou.
Nessa mesma época, num lugar bem distante da onde as borboletas moravam, havia uma família de 5 formiguinhas. As formiguinhas, como é peculiar das formigas, eram muito trabalhadoras. As 5 formiguinhas vinham trabalhando há muito tempo no campo. Tinham muitos sonhos e desejos que também compartilhavam com o Pai.
Um desses sonhos era o de construir um grande formigueiro. Mas vejam bem, não era um formigueiro qualquer, na verdade as formiguinhas não tinham nem noção do tamanho desse formigueiro, só o Pai sabia, mas elas sabiam que precisava ser um formigueiro bem diferente. Pois nesse formigueiro, não entrariam só formigas. Entrariam todas as espécies de animais. Por isso eles precisavam de uma ajuda, uma ajuda que olhasse de outro ângulo para o terreno, não só pela terra, como elas já faziam, mas por cima também, pelos lados, por trás, pois como vocês já sabem, se tratavam de um super projeto.
O Pai, muuuuuuito esperto, vendo o pedido das 5 borboletas e a necessidade das 5 formiguinhas, teve a Grande Idéia.
Bom, queria ressaltar aqui que todas as idéias do Pai são grandes, por que afinal, elas eram só borboletinhas e formiguinhas. Elas não conseguem ver muito além de seu campo de visão e muitas vezes nem conseguem acreditar que são capazes de fazer coisas muito grandes por isso.
Mas voltando à Grande Idéia. Esta consistia em matar dois coelhos (claro que não literalmente): realizar a vontade das borboletas em ajudar mais o Pai no campo e o das formigas em construir o grande formigueiro. Então resolveu mandar por um tempo, as borboletinhas ao encontro das formiguinhas, e com o passar do tempo, o Pai e as próprias borboletas perceberam que não eram apenas dois coelhos afinal.
Ao mandar as borboletas juntas, elas começaram a se conhecer melhor e a compartilhar seus diferentes dons e suas diferentes cores. Falavam sobre como o Pai cuidava delas de uma forma particular e de como Ele as transformaram de lagartas à lindas borboletas. Mas não foi só isso, ao chegaram à casa das formiguinhas, elas aprenderam muitas coisas também. Cada formiga dessa família ensinou algo de muito importante pra cada borboleta. A formiga pai era muito cuidadoso e amoroso com elas. Lhes deu presentes de diversos tipos e abraços de diversos sentimentos. A formiga mãe era muito prendada, fazia deliciosas refeições e proporcionava diversas conversas pra que as borboletas tivessem força e vigor para o trabalho com o grande projeto. As formiguinhas filhas eram bem diferentes umas das outras, mas eram todas muito divertidas. As borboletas aprenderam muito sobre amizade e sobre conviver com diferentes tipos de animais com elas. Elas faziam tantas coisas legais com as borboletas que elas nem sentiam muita falta da sua casa e tampouco vontade de voltar.
O tempo de estarem com as formiguinhas foi passando e chegou o dia em que as borboletas tiveram que ir embora. Nesse dia elas perceberam que na verdade não tinham ajudado muito na construção do grande formigueiro efetivamente. Ainda havia muita coisa a fazer para que o super projeto ficasse pronto, mas as borboletas não desanimaram e nem ficaram tristes, pelo ao contrário, elas entenderam que participar desse projeto era um privilégio, que só podiam mesmo ajudar um pouquinho e que outros animais também precisavam participar!
No vôo da volta, a saudade e a gratidão pela família das formiguinhas ardia muito forte nos coraçõezinhos das borboletas, mas o que as consolavam era olhar umas pras outras e verem que elas voltavam bem mais coloridas. Suas cores estavam misturadas e que a vontade de ajudar o Pai só aumentou.

Borboleta Mari Magno





quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

quase aí.

Oi queridos amigos e seguidores,

Confesso que tenho sentido saudade de vocês, mas ao mesmo tempo estou muito triste de saber que faltam apenas 2 dias para sair desse país.
Criei em mim nesse tempo, além de grandes amizades, um amor muito grande pelo povo, pelo país e pelo projeto Obadias. Tenho em meu coração que esses não serão os meus últimos dias por aqui, mas sim os primeiros. Afinal, "quem foi que disse que eu controlo meu guidom?" hehe.

Bom, mas vamos ao que interessa!
No domingo à noite levamos à Déa ao aeroporto e já nos deu uma idéia o quanto difícil será nos despedirmos.
Combinamos que nessa semana voltaríamos à Mbur para vermos como que está o andamento do terreno e também ajudaríamos a limpar o campo de futebol. E dito e feito.
Fomos na terça bem cedinho pra lá e quando chegamos lá nos surpreendemos ao vermos o quanto a obra já havia adiantado. Foi muito bom estar lá mais uma vez, espero do fundo do meu coração poder voltar em breve.
O José Dilson com os meninos queimaram o campo de futebol e assim a limpeza foi mais rápida, mas ainda faltou algumas partes! Na quarta tivemos um tempo de intercessão pelo terreno e por todas as pessoas ali envolvidas.
Também tivemos a oportunidade contar uma história bíblica pros pedreiros e pras ciranças que ali estavam.

Voltamos pra Dakar ontem a noite.

Hoje fomos conhecer a escola dos meninos (Zucki, Jo e Mima) e participamos de um culto na escola deles. Muito legal. Me abençoou muito.

Agora minha mente vagueia aqui pensando em como passar tudo isso que vivenciamos aqui pra vocês aí. Penso em várias ações e coisas que podemos fazer juntos para continuarmos sempre presentes. Oro por isso. Ore também.

Saudades.

A Bientôt.
Mari

pôr do sol em Mbur
campo de futebol queimadinho
to te esperando na janela
teatrinho
orando no monte.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

tamo aqui!

Oi galera!
Nessa semana fomos à escola da ABC. Ela têm mais de 80 aluninhos matriculados no primário. Fizemos algumas brincadeiras com eles e contamos algumas historinhas. Usando os origamis que a Déa nos ensinou a fazer origamis!
Lá no mesmo local, também conhecemos o trabalho com os meninos que ficam nas ruas. Eles vão pra lá todos os dias de manhã, fazem sua higiene pessoal, ouvem uma mensagem de Deus e comem. Hoje apresentamos uma esquete pra eles, foi bem legal.
De e o Cone as crianças. os talibes almoço Rose e a bonita
Temos passado um tempo muito legal aqui! Temos aprendido muito, principalmente com a família do José Dilson. Eles nos ensinam muito e nos divertimos muito também! Sexta fizemos até um jantar suuuuper especial para todos! Um jantar tipico do DeMaJo (O fantástico mundo de Denise, Mari e Jonatas)
Sábado, fomos pra uma feirinha muuuuito legal aqui. Mó loucura...depois temos vídeos pra mostrarmos! As coisas são muuuuito baratas! Adorei! Depois fomos comer mais chawarmas! eeeeeee! Gosto muitão de chawarmas.
a gente na fuca!
fuca! gigaaaa Chawarmasssss
Hoje, domingo, fomos à igreja. Eu e Rafinha queremos sequestrar os meninos do louvor. hahaha! Eles cantam muuuuito! O louvor é muito bom! E hoje também teve um batismo de dois meninos e também apresentamos mais uma vez a peça do Agnus dei! Agora estamos aqui lotadas de churrasco e aproveitando as últimas horinhas da presença da Déa com a gente. todo mundoooo!

Queridos, Gostaria aqui de fazer um pedido de oração especial por uma missionária chamada Kelly, ela trabalha no Afeganistão. Orem por ela. Ela está pronta e certa de viver ou morrer pelo Senhor.

To ficando triste já...espero que essa semana passe beeeeeeeem lentamente.
Beijos pessoas! E obrigada pelos carinhos, orações e palavras fofas! Deus abençoe mto vcs!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

voltando à Dakar

Gente do céu!

Muitas coisas!
Já (muito infelizmente) chegando ao fim dos nossos dias aqui.
Ai, gente...são tantas coisas pra contar, que nem sei, sabe?

Bom...
Hoje foi nosso último dia no terreno!
Colocamos os primeiros blocos!!! O José Dilson separou um pra cada uma e foi nos ensinando.Foi muito emocionante!
Muito maravilhoso participar desse projeto e ainda mais com essas pessoas super hiper mega fofas! Nos divertimos muito juntos! Rimos o tempo todo! A alegria que vem do Senhor mesmo!



Estamos TODAS com saudade da família e das nossas igrejas e células!
Beijos especiais para: Lucas, Davi, Ivair, Lenira, Inésio, Gabriel, Sara, Cesinha, Mari, Dani, Alexandre, Tia Ítala e Tio Jasiel, Tio Bettini e Tia Vera!

Beijo beijo beijo

ueba!construção!!
Denise com a Binta! Ela roubou de mim!
a gente indo pro terreno! obs: observem denise passando maquiagem no meu da selva! perder o glamour? Jamais!!!
meu bloco!
a Déa, Pr. Inésio
eeeeeeee!

domingo, 11 de janeiro de 2009

continuando...

Oi queridos!

Nossa...aconteceram tantas coisas nesses dias, que nem sei por onde começar. Primeiramente, gostaria de lhes pedir desculpas por não ter conseguido colocar as fotos da postagem anterior aqui, a internet estava bem lenta, mas consegui agora. Veja no post abaixo.

Nos dias que se passaram a obra da fundação adiantou bastante. Nós ajudamos muito a catar água do poço e levar para os pedreiros drenarem a terra. Nesse tempo fizemos muitos amiguinhos, as crianças que moram nos vilages perto do terreno, viam a gente chegando e logo corriam pra lá e também nos ajudavam muito nesse trabalho de catar água.
terreno
eu e binta
O Zé Dilson se empolgou tanto com a nossa presença e com o avanço da obra que foi comprar várias árvores pra gente ir plantando no terreno. Mangueiras, flamboaiãs, buganvilhes, palmeiras...vai ficar muito lindo! Já está ficando.

Tivemos outros momentos muito especiais também de comunhão e de compartilhar uns com os outros o que Deus tem nos falado.

Uma das partes mais legais dessa viagem, são as nossas viagens de carro. Sempre saio transformada depois de uma carona com o Zé Dilson e com a Marli. Eles compartilham conosco vários testemunhos, as dificuldades, bençãos e necessidades que eles têm passado aqui no campo, que saímos com o coração e mente cheios de vontade de ajudar e participar com eles dessas coisas tão maravilhosas.

Ontem, sábado, foi nosso dia de folga, então, fomos passear! Fizemos um safári na reserva de Bandia, aqui pertinho...não tinha muuuuitos animais diferentes, mas a gente pode ver alguns bem legais de pertinho. Os pássaros são lindos aqui...cores tão bonitas. Depois do safári, fomos direto pro Acrobaobab, que é um lugar de fazer arvorismo. Morri de medo, mas foi muito divertido! Irmãos, vcs iriam gostar muito! Lembrei de vocês.

Hoje fomos à igreja presbiteriana que fica perto do terreno. Apresentamos uma peça (Rod, cadê vc???) que foi muito impactante...bom, assim espero...bom, Zé Dilson e a Denise choraram...bom, espero que eles tenham entendido...hehehehe.
Almoçamos mais uma vez Chebugen com peixe. Nham! Muito gostoso! É uma comida típica aqui da África que comemos todos juntos, no mesmo prato. Depois do almoço, nós (principalmente o Zé Dilson) convencemos os meninos (Jo, Mima e Zucki) a não voltarem pra escola amanhã (segunda), e só voltarem na quarta, quando nós todos iremos juntos pra Dakar. Hihihi. É que eles são muito importantes pra gente, entendem?
comendo chebugen
Bom, gente, acho que resumindo bem, mas bem mesmo, acho que conseguir falar um pouco do que andamos fazendo nesses dias...os detalhes (que são muitos) deixamos pra contá-los pessoalmente, que é bem mais legal. Né?
Saibam que estamos muuuuuuuito felizes de estarmos aqui e que sentimos falta de vocês!

Beijos grandes,
Mari, Déa, Rafinha, Denise e Rose.

OBS: Perdão pelos erros de português. Fiquei muito preocupada quando minha mãe disse que o Pr Leandro divulgou esse blog no boletim...muitas pessoas lendo...mas então...levem em consideração que eu tenho que escrever mto rápido tá?

OBS2: Infelizmente não consegui postar todas as fotos agora.
Vou tentar um outro dia.Ok? Beijão

fotos da postagem anterior

pessoal,
as fotos tão meio fora de ordem, mas dá pra entender né?
to meio sem tempo pra pensar nos detalhes! hihih.

suuuper equipe
andando juntos
pôr do sol
que linda ela né?
terreno
baobab com porta
rafinha trabalhando pegando no pesado
com os meninos fofos

crianças do vilage
eu e o zucki plantando nosso baobab
consagrando o terreno
planta nas mãos da arquiteta
nós no terreno

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

mais news!

Pessoal!!

Pois é...eu sei que estamos há bastante tempo sem dar notícias, mas passamos esses últimos dias em Mbur, onde fica o terreno, mas lá não temos acesso à internet...nem telefone pega! Queria dar os parabéns pra meu queridíssimo irmão, mas não consegui! (Sorry, irmão! Love you sooooo much!
Pensei em vc o dia inteiro. Parabéns!).
Enfim...tenho tanta coisa pra contar que nem sei por onde começar!
Chegamos aqui em Mbur no domingo à noite. A casa que alugamos fica bem mais perto do terreno, íamos ficar na aldeia junto com os fulas, mas o Pr. José Dilson achou melhor ficarmos nessa casa, pois o banheiro lá da tribo não seria muito bom pra nós, meninas, se é que vcs me entendem...
Na segunda pela manhã, fizemos nossa devocional juntos, e fomos conhecer o terreno. Gente, é muuuuuuito lindo e enoooorme. O Pr. comprou pra cada uma de nós um Baobá (que é a árvore símbolo do Senegal), cada uma de nós plantamos uma muda da árvore logo na entrada do terreno. Foi muito emocionante, me senti muito privilegiada nesse momento, saber que estamos fazendo parte de um projeto tão maravilhoso. Sei que em breve estarei longe, mas vou estar sempre aqui.
Nesse mesmo dia a tarde fomos pra um “vilage” aqui perto onde fica a 1ª igreja presbiteriana de Mbur. Lá eles fazem um trabalho com as crianças no Club d'enfants (clube das crianças), onde nós fomos ajudar com teatrinhos e história da bíblia. Foi uma experiência muito maravilhosa, que eu não encontro palavras pra descrevê-la. Saímos de lá todos exaustos, mas extremamente alegres.
Ontem, nós voltamos ao terreno para colocarmos os primeiros blocos da fundação. Cada um pesava 20kg!!!!! Cadê os homens, gente!?!?!?!? Mas nós, super fortes, conseguimos ajudar bastante nos primeiros passos, como vcs podem ver nas fotos! À tarde também fizemos um trabalho com as crianças que moram perto do terreno. Nos divertimos bastante! Hehe!
Bom, gente...é assim...por mais que eu fale, não tem como expressar quão lindo é o trabalho aqui e quão necessário. Venham também!!!!
Estou postando de um restaurante muito legal aqui de Saly (uma cidade vizinha de Mbur), viemos comer um pizza pra dar uma folga pra Agaty (nossa ajudante) e pra Marli. Hehehe!
Amigos, em breve terei mais fotos e mais notícias!

OBS:
Deise!!! A Rose mandou te falar que este lugar é incrível e que você iria amar estar aqui e levar muitos tropeções! Muitos beijos! Amo vc!

sábado, 3 de janeiro de 2009

senegal!

Olá queridos!

Estamos todas já aqui.
Deus é muito bom!
Ontem chegamos e tivemos uma super recepção bem calorosa da famíla do José Dilson. Estávamos precisando de um calor bom desse mesmo. Foi uma noite muito agradável, com um lanche delicioso da Marli! huuuum!


tivemos até cartaz de boas-vindas!

Hoje pela manhã fomos visitar a Ilha de Gorée, super famosa aqui. Lá os esrcavos eram levados para serem vendidos. Bem linda a ilha e bem triste ao mesmo tempo. Foi bem legal! As pessoas da ilha são muito simpáticas e agradáveis...querem vender tudo, trocar tudo com a gente...foi muito divertido!


indo na barquinha.


com os escravos


onde ficavam os presos rebeldes.


freedooooooooooooooom


nós todos na casa dos escravos!

Não vou colocar mais fotos agora, pois a internet tá meio lenta...mas vou tentar mandar mais algumas depois. Ok?

Mas nesse tiveram muito mais coisas legais...fizemos comprinhas, comemos comida típica, tomamos sorvete, passeamos muitão...

Amanhã iremos à igreja aqui.
Cantaremos um louvor que eu Déa, Rose (super cantora) e Rafinha ensaiamos agora ha pouco e ajudaremos em outras coisas também.
Á tarde iremos à Mbour, onde ficaremos as próximas duas semanas trabalhando com o povoado de lá, na base da construção do terreno e com as crianças...vamos ficar um tempo sem poder nos comunicar por um tempo...mas fiquem na Paz, que assim que voltarmos já colocarei novidades.

Bom gente...acho que por enquanto é isso.
Continuem orando por nós, pela família do José Dilson, pelo Senegal, pela Africa.
As pessoas aqui são muito lindas, mas mto sofridas...precisam mto do Senhor.

Amigos e família,
muito obrigada pelo carinho e apoio, viu? Lembro-me um pouco de cada um de vcs, em cada momento...vcs têm sido e são essenciais!

Beijos,
Mari